Início Destaque Prefeitura apresenta Pronto Atendimento Saúde Gestante

Prefeitura apresenta Pronto Atendimento Saúde Gestante

72
0
COMPARTILHAR

Na manhã da segunda-feira (9), a Prefeitura de Pindamonhangaba e a Santa Casa de Misericórdia apresentaram as instalações do Pronto Atendimento Saúde Gestante.

O serviço é voltado exclusivamente para as gestantes assistidas pela Rede Municipal de Saúde de Pinda, seguindo a proposta do prefeito Isael Domingues de humanização no atendimento da saúde e acolhimento das mulheres no período de gestação.

As instalações do local estão preparadas para atendimento de urgência e emergência 24 horas por dia, sete dias por semana, com ginecologista de plantão e retaguarda de pediatria e do médico da UTI Neonatal. O Pronto Atendimento Saúde Gestante conta com quatro salas, sendo uma recepção, triagem, consultório médico e uma sala de procedimentos.

A apresentação das novas instalações foi realizada de maneira informal, com uma visita ao setor, seguida de algumas palavras das autoridades para os presentes, como o provedor da Santa Casa, Décio Prates da Fonseca.

O prefeito Isael Domingues lembrou da importância deste novo espaço específico para as gestantes. “Antes, a gestante tinha que ir até o Pronto-Socorro e disputava atendimento com pacientes com politraumas, doenças infectocontagiosas, entre outras doenças, dividindo o mesmo espaço. E, para o atendimento, passava por triagem no PS, depois era encaminhada à Santa Casa, onde passava por nova triagem, o que ia dificultando o atendimento. Agora, com essa humanização, a gestante tem um espaço só dela”, explicou o prefeito. “O Pronto Atendimento Saúde Gestante é dentro da Santa Casa, local que já contava com estrutura, e segue o mesmo conceito do nosso Pronto Socorro Infantil, usando um espaço que já contamos, levando à velocidade e humanização ao atendimento”, completou.

O prefeito lembrou, ainda, que o Pronto Atendimento Saúde Gestante também é o espaço adequado para o atendimento de recém-nascidos com até 28 dias de vida, cujos nascimentos tenham ocorrido na maternidade na Santa Casa. “Antes, as crianças também iam para o Pronto-Socorro receber atendimento, com o risco de contrair doenças devido ao seu sistema imunológico ainda em consolidação. Agora, podemos oferecer um atendimento separado e especializado para melhor acolhimento e segurança para esses bebês”, concluiu dr. Isael.